CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

fonte: Minha Vida

A depressão é uma doença que pode ter como causa uma predisposição genética, uma grande perda, um acontecimento traumático ou a soma de diversos fatores. Raramente ela anuncia quando está chegando. No entanto, quando estamos passando por um episódio da doença e buscamos tratamento, é possível reconhecer os sinais de que ela está indo embora.

De acordo com Diego Tavares, psiquiatra e pesquisador do Hospital da Clínicas da Universidade de São Paulo, o objetivo do tratamento com medicamento é fazer todos os sintomas da depressão perderem a intensidade, ou seja, entrarem em remissão. Quando esse marco é atingido, os estudos sugerem que o ideal é manter o medicamento por 9 a 12 meses.

Neste período, os sintomas vão diminuir, mas é fundamental que ele continue o tratamento pelo período planejado pelo médico. “O indivíduo pode pensar que está curado, mas precisa ter sido psico-educado enquanto usa medicação adequada, para poder enfrentar desafios novos. Se não se cuidar, o efeito rebote é maior”, alerta Robson Pimentel, psiquiatra da Clínica Jorge Jaber.

“O sistema nervoso requer um período longo para se readaptar ao estado adequado e permanecer sem novas crises futuras”, completa Diego.

Os sinais de que você está se recuperando da depressão são:

1 – Maioria dos dias sem se sentir triste ou irritado

Diferente do que muita gente acredita, a depressão não se resume a tristeza. O humor deprimido é sim um dos sintomas principais da doença, mas ele pode se manifestar na forma, por exemplo, da apatia. Outro sintoma comum da depressão mas que poucos associam a ela é a irritabilidade.

Por isso, quando uma pessoa passa menos dias se sentindo assim, pode ser um sinal de que o tratamento está funcionando e a depressão está indo embora. O tratamento contra a depressão não busca que a pessoa esteja feliz o tempo todo, mas sim que volte ao humor que costumava ter antes da doença.

2 – Comer normalmente

A depressão pode gerar alterações no padrão de alimentação de uma pessoa. Não apenas a perda do apetite, mas também o excesso de fome se incluem entre os sintomas da doença.

Se você perceber que seu apetite está retornando a como era antes, pode ser um sinal de que está se recuperando da depressão, com uma boa resposta ao tratamento.

3 – Dormir normalmente

Dificuldades para dormir ou insônia podem vir de várias origens, desde problemas respiratórios e digestivos, até os emocionais. O mesmo vale para a hipersonia (sono excessivo), que pode ser uma reação a remédios, por exemplo.

No entanto, se estes são sintomas que apareceram junto com a depressão para você, a normalização do sono pode ser um indício de que a depressão está se curando com o tratamento.

4 – Ter mais disposição para interações sociais

Quem passa por uma depressão nota que seu padrão social mudou, e pode perceber que está indo rumo ao isolamento social. A falta de disposição de frequentar alguns locais que gostava antes pode se somar à culpa de não estar bem e levar a este quadro.

Notar que o isolamento está se revertendo é uma boa maneira de entender se o tratamento contra depressão está sendo efetivo. O objetivo é sempre voltar ao padrão de interação que tinha antes.

5 – Trabalhar melhor (e se concentrar)

Quem não dá atenção a sua saúde mental por se importar apenas com seus resultados financeiros ou acadêmicos tem um bom motivo para rever os conceitos: a doença causa dificuldade de concentração e baixa atenção, o que leva a um menor rendimento no trabalho e nos estudos.

Se você percebe que está conseguindo voltar aos padrões de concentração no trabalho e para estudar, é um sinal de que a depressão está indo embora.

6 – Aumento da libido

Sexo é gostoso, né? Nem sempre! Quando uma pessoa está com depressão, ela pode até continuar mantendo atividades sexuais, mas às vezes não sente o mesmo prazer, e também não tem tanta vontade de fazer sexo. O mesmo vale para outras atividades prazerosas.

Quando a depressão está sendo curada, o desejo sexual deve aumentar. “A vida volta a ter um brilho, não fica mais em preto e branco”, explica o psiquiatra Robson.

7 – Ausência de pensamentos suicidas

A maioria das pessoas que tenta suicídio tem alguma condição psiquiátrica diagnosticada. Apesar de nem todos os depressivos estarem em risco para tirar a própria vida, os pensamentos suicidas podem ser parte dos sintomas da doença.

Em uma pessoa que está em tratamento contra a depressão, o objetivo é que estes pensamentos acabem.

Mesmo notando esses sinais, é importante persistir no tratamento (ou buscá-lo). O psicólogo e o psiquiatra saberão dizer qual é o melhor momento para que você se considere completamente curado.

CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn