FÁBIO AUGUSTO FERREIRA MARQUES

 

RESUMO

 

Os grupos de mútua ajuda são sociedades sem fins lucrativos de pessoas que se reúnem num propósito comum; não havendo distinção de classes sociais, crenças religiosas, ou etnia; onde o único requisito para ser membro é o desejo de cessar comportamentos destrutivos, ações compulsivas, e pensamentos obsessivos que podem levar a morte. Os pontos comuns são as características da doença de cada membro e o processo de recuperação, fundamentados na crença de um Poder Superior, desenvolvida na prática de uma espiritualidade.

 

PALAVRAS-CHAVE: Grupos de Mútua Ajuda, Doença, Recuperação, Espiritualidade.

 

INTRODUÇÃO

 

O modelo adotado pelo grupo de Alcoólicos Anônimos, cujo único requisito para ser membro é o desejo de parar de beber álcool, serve como base para os outros grupos de mútua ajuda, mantendo os princípios da igualdade, fraternidade, partilha, interesse, amor incondicional, e prática na fé de um Poder Superior; respeitando o interesse comum de cada grupo, e a individualidade do membro, sendo fortemente sugerida a prática dos 12 Passos, onde o indivíduo dentro de um processo de autoconhecimento, busca a recuperação de sua doença, e encontra uma nova maneira de viver construtiva na sociedade.

 

DESENVOLVIMENTO

 

Cada grupo é autônomo e auto-sustentável; não está filiado a nenhuma sociedade relacionada ou empreendimento alheio, para evitar que problemas de dinheiro, propriedade ou prestígio o desvie do seu propósito primordial, que é a recuperação da doença característica do membro do grupo em questão.

 

Os grupos de mútua ajuda não apóiam, nem combatem quaisquer causas, não se envolvem em controvérsias públicas, e são alicerçados no total anonimato de cada membro.

 

A atmosfera de recuperação dos grupos é de natureza espiritual, onde seus membros, em suas reuniões regulares partilham suas experiências de força, fé, e esperança e encorajam uns aos outros a praticarem os princípios espirituais da recuperação, como honestidade, mente aberta, e boa vontade. Existem formatos de reuniões abertas ao público, onde a sociedade tem acesso à informações pertinentes às características da doença em questão, à localização dos grupos, o que os grupos proporcionam, e o porquê de tudo o que acontece.

 

Nos grupos de mútua ajuda não existe governo ou hierarquia, e os membros que participam das reuniões são servidores abnegados unidos num mesmo propósito.

 

CONCLUSÃO

 

No Brasil e no mundo funcionam vários grupos onde as pessoas que buscam ajuda de seu problema, conseguem recuperar-se e ajudar outras pessoas que possuem a mesma doença de características física (compulsão), mental (obsessão), e espiritual (egocentrismo); dentre eles estão: os Alcoólicos Anônimos (AA), Narcóticos Anônimos (NA), Neuróticos Anônimos (N/A), Al-anon (para familiares de Alcoólicos), Nar-Anon (para familiares de Narcóticos), Comedores Compulsivos Anônimos (CCA), Fumantes Anônimos (FA), Jogadores Anônimos (JA), Dependentes De Amor E Sexo Anônimos (D.A.S.A), CoDependentes Anônimos (CODA).

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA

 

  • Narcotics Anonymous / Narcóticos Anônimos – Tradução da Quinta Edição do livro NARCOTICS ANONYMOUS – NAWS, Inc., 1993. Narcotics Anonymous World Services, Inc. Chatswhorth, California.

 

  • Guia para Trabalhar os Passos de Narcóticos Anônimos – NAWS, Inc., 2005. Narcotics Anonymous World Services, Inc. Chatswhorth, California.

 

  • Isto Resulta Como e Porquê – Os Doze Passos e As Doze Tradições de Narcóticos Anônimos – NAWS, Inc., 1998. Narcotics Anonymous World Services, Inc. Chatswhorth, California.